Ficha Planta

Crambe da Abissínia

Crambe da Abissínia

Crambe Abyssinica Hochst. ex R. E.

Família Brassicácea

UTILIZAÇÃO NOS PRODUTOS KLORANE

O crambe, planta herbácea da família das Brassicáceas, tem as suas origens no reino da Abissínia, actualmente conhecico por Etiópia. Escolhemos a espécie Crambe Abyssinica Hochst. ex R. E. Fries devido à excepcional riqueza dos seus grãos em ácidos gordos, com propriedades nutritivas e relipidantes cientificamente comprovadas. Cultivamo-lo na América do Norte, com total respeito pelo ecossistema e segundo normas agrícolas muito precisas. Colhemos as sementes maduras no início do Verão de onde retiramos, por pressão a frio, um óleo precioso cuja qualidade é controlada seguindo o caderno de encargos da Botanical Expertise Pierre Fabre.

CARACTERÍSTICAS DO EXTRACTO VEGETAL

A sua composição única responde às exigências específicas dos cabelos crespos, frisados ou desfrisados, naturalmente muito secos e frequentemente fragilizados por tratamentos específicos, como a desfrisagem. Associado a um complexo natural de fosfolípidos e de ácidos gordos essenciais que favorece a penetração dos princípios activos em profundidade na fibra capilar e no couro cabeludo, é incorporado no Champô-creme com óleo de Abissínia.

FICHA BOTÂNICA

O Crambe é uma planta herbácea anual, muito ramificada principalmente na sua parte superior, nativa da África Oriental que, à semelhança da família das Crucíferas, possui sementes oleaginosas. Pode medir até 1m de altura mas, normalmente, é muito mais pequena. Os ramos apresentam pequenos pêlos espinhosos na base e poucos pêlos no cimo. As folhas inferiores são oblongas e lobuladas, com forma e tamnho variados. As flores estão organizadas em cachos densos (mas com poucos frutos). São pequenas, brancas e com pétalas de 3 a 4 mm de comprimento.

UTILIZAÇÕES TRADICIONAIS

O óleo contido nas sementes é, por tradição, a parte da planta mais utilizada. Meio-seco, não viscoso, transparente e de gosto agradável, é muito similar ao óleo de colza. É utilizado na confecção de sabonetes, margarina e outros artigos alimentares. O caroço (que envolve a semente) pode ser utilizado como alimento para os ruminantes. Também pode ser utilizado como fertilizante. Os glucosinolatos extraídos das sementes foram objecto de testes farmacológicos. Na Etiópia estes frutos são utilizados na medicina tradicional para tratar as mordeduras das serpentes. As folhas são consumidas no Quénia. De notar, que as folhas frescas são muito ricas em ácidos ascórbico (100-400 mg/Kg) o que lhe conferiu a sua reputação de anti-escorbútico. Por outro lado, a presença de heterósidos sulfurados confere propriedades antimicrobinas a esta Crucífera.

KLORANE Cabelo

CABELOS SECOS Ultra-nutritivo e reestruturante

Crambe da Abissínia

O cabelo crespo: uma natureza e necessidades específicas.

Naturalmente seco e frágil, o cabelo crespo distingue-se pela sua grande vulnerabilidade. A sua secura constitutiva é o resultado de uma produção sebácea insuficiente e da sua difícil distribuição sobre a haste capilar, devido à estrutura torsa deste cabelo. Nestas condições, a camada hidrolipídica deficiente não é capaz de desempenhar o seu papel de protecção natural do cabelo.

Além disso, a cutícula do cabelo crespo é especialmente fina, o que torna o cabelo poroso, expondo-o mais directamente às várias agressões que alteram o seu núcleo e a sua estrutura natural.

Descubra a linha de CUIDADOS ULTRA-NUTRITIVOS E REESTRUTURANTES COM ÓLEO DA ABISSÍNIA.

  • Champô creme com óleo da Abissínia
    > Descobrir
  • Máscara com óleo da Abissínia
    > Descobrir
  • Creme de dia com óleo da Abissínia, sem enxaguar
    > Descobrir
  • Cera vegetal com óleo da Abissínia, sem enxaguar
    > Descobrir

FAVORITOS

0  produto(s)

PREPARO A MINHA IDA À FARMÁCIA

Ainda não seleccionou nenhum produto